Célula-tronco de medula trata lesão no joelho

A primeira cirurgia da América Latina a utilizar células-tronco na reconstrução da cartilagem do joelho foi realizada no dia 27 de abril, no Hospital São Luiz, em São Paulo.O paciente era um jovem de 18 anos que sofria de uma doença do crescimento chamada osteocondrite dissecante. A doença é caracterizada pela morte de um segmento de osso e da cartilagem que recobrem a articulação do joelho.Coordenador da equipe de ortopedia do São Luiz, o especialista em artroscopia, cirurgia de joelho e medicina esportiva Ari Zekcer afirmou que essa cirurgia abre perspectivas para as grandes lesões das cartilagens, especialmente as dos joelhos, comuns, por exemplo, em atletas.Até agora, eram realizadas apenas transposições de ossos, tornando irregular a área operada.O paciente submetido à cirurgia tinha grande lesão da cartilagem do joelho e sentia dores muito fortes, com dificuldade para andar e correr."Realizamos a reconstrução da lesão por meio da implantação de uma cultura de células mesenquimais (um tipo de célula-tronco)", explica Zekcer.MedulaA equipe médica realizou a coleta de células da medula do osso da bacia do próprio paciente. Foram retiradas com uma seringa especial 100 mil células.Para a produção da cartilagem destinada a cobrir a parte do joelho onde havia um buraco eram necessários 10 milhões de células. Aquelas 100 mil foram multiplicadas em laboratório até atingir o número necessário para a cirurgia. Na verdade, a equipe chegou a 27 milhões de células. Depois, elas foram inseridas cirurgicamente no joelho do paciente."A maior vantagem da técnica é não ter risco de rejeição", afirma o especialista.Segundo o médico, essa cirurgia poderá ser usada, no futuro, para tratar pacientes com artrose (doença articular degenerativa), já que é recomendada para quem sofre lesões de cartilagem com tamanho superior a 2 centímetros.Zekcer destacou que, depois de cinco meses da realização da cirurgia, o paciente será submetido a uma outra cirurgia por vídeo (artroscopia), para confirmar o crescimento da cartilagem.Ele disse que ainda não existe no Brasil um sistema que permita a realização em larga escala deste procedimento, que leva em torno de uma hora e meia. E acha muito difícil calcular o custo da cirurgia, mas acredita que possa ficar entre R$ 10 mil e R$ 12 mil.   leia mais sobre células-tronco

Agencia Estado,

10 de junho de 2005 | 18h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.