Cerca de 2 milhões participam do Círio de Nazaré em Belém

Igreja atribui milagres de cura à Nossa Senhora de Nazaré; procissão foi declarada Patrimônio Cultural pelo Iphan

Priscila Trindade, da Central de Notícias, com Efe e Agência Brasil

11 Outubro 2009 | 13h18

 

BELÉM - Cerca de 2 milhões de pessoas participam neste domingo, 11, em Belém, da procissão do Círio de Nazaré, considerada uma das maiores da América. A celebração começou pouco depois do amanhecer com a missa realizada pelo arcebispo Vicente Zico, em um palco montado nos arredores da catedral.

 

Veja também:

mais imagens Galerias com imagens da procissão

 

Desde a madrugada, milhares de fiéis já disputavam por um lugar para participar do Círio. Os participantes se empurram e se esforçam para chegar o mais próximo possível da imagem de Nossa Senhora de Nazaré. Além disso, os religiosos também tentam tocar na "corda das promessas" durante a romaria que representa a viagem da santa.

 

Na procissão, a imagem da Santa Peregrina pôde ser vista dentro da berlinda decorada com flores rosas, puxada pelos 400 metros de corda dos promesseiros. A berlinda chegou ao final do evento sem uma parte da corda, que devido ao esforço se partiu.

 

A tradição católica atribui curas e outros milagres à Nossa Senhora de Nazaré, o que faz brasileiros e turistas de diversos locais participarem da procissão que pode durar até 10 horas. Neste domingo, a romaria durou cerca de seis horas - os primeiros passos da procissão foram dados às 6h35 e a missa de encerramento acabou às 13h20. Após fazer o percurso entre a Catedral da Belém e a Praça Santuário de Nazaré, a imagem ficará exposta para veneração dos fiéis durante 15 dias.

 

Segundo a assessoria de imprensa do evento, a 217ª edição do Círio de Nazaré ocorreu sem problemas. As polícias Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros não foram localizados para informar prossíveis incidentes que tenham ocorrido na procissão.

 

 

Ciclo

 

Antes de chegar a Belém, a imagem da santa passou pelo Círio das Águas, romaria que consiste em transportá-la de barco pela Baía do Guajará, desde a cidade de Icoaraci. As embarcações começaram o percurso às 9h de sábado e acabou cerca de três horas depois, após percorrer 18 quilômetros.

 

De acordo com a Secretaria de Turismo do Pará (Patur), os brasileiros são a maioria no número de turistas que participa do Círio. Pesquisa feita em 2008, 17,9% eram do Maranhão, 15,3%, de São Paulo, 15,3%, do Ceará, 14,9%, do Rio de Janeiro e 12,8%, do Amazonas.

 

No dia 26 ainda haverá a Procissão do Recírio - última romaria de todo o evento Círio de Nazaré. Em 2004, o evento foi oficializado como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

Atualizado às 14h16 para acréscimo de informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.