Cetesb vai multar Shell por vazar óleo em Itu

A Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) vai multar a empresa Shell, responsável pelo abastecimento e a manutenção do tanque de óleo diesel do qual vazaram cerca de 8 mil litros de combustíveis nesta quinta-feira, em Itu, a 98 quilômetros de São Paulo. O óleo contaminou nascentes e açudes no Bairro Rancho Grande.O valor da multa será definido após a conclusão dos trabalhos de descontaminação da área atingida pelo vazamento. Também será multada a empresa de ônibus Viação Itu, que utilizava o depósito de combustível. Segundo a Cetesb, o vazamento resultou de um erro operacional na válvula de um dos três tanques de óleo. O combustível escoou para um canal de drenagem e acabou atingindo um lago existente na propriedade vizinha.O tanque tem capacidade para 20 mil litros, mas parte do combustível ficou retida em uma bacia de contenção, construída em alvenaria. Outros dois tanques com a mesma capacidade não chegaram a vazar. Técnicos da agência de Sorocaba e da unidade especial de acidentes ambientais, lotada em São Paulo, continuavam trabalhando, nesta sexta-feira, na remoção do óleo.A Cetesb exigiu que a empresa realize o monitoramento nos poços de abastecimento da região para verificar o grau de comprometimento do lençol freático. A área contaminada faz parte da bacia de drenagem do Ribeirão Braiaiá, um dos principais mananciais do sistema de abastecimento de água da cidade.O diretor de Meio Ambiente da prefeitura, geólogo Leziro Marques Silva, disse que o sistema de captação abastecido pelo Braiaiá foi desligado para evitar riscos à população. Foram registrados casos de mal-estar e vômitos provocados pelo cheiro de óleo diesel.

Agencia Estado,

14 de junho de 2002 | 17h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.