Cetesb vê mancha e adverte refinaria em Paulínia

A Cetesb aplicou auto de advertência contra a Refinaria de Paulínia (Replan), da Petrobras, para que regularize o sistema de drenagem dos diques de contenção dos tanques de depósito de petróleo cru. Na semana passada, ambientalistas ligados ao Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) sobrevoaram o local e fotografaram manchas de vazamentos próximas a quatro tanques.Após a formalização da denúncia, técnicos da Cetesb constataram que, ao redor de cinco tanques, havia petróleo cru em solo não impermeabilizado, com poças de óleo e água. A Replan tem 27 tanques para armazenar petróleo. Ao todo possui 170, onde são depositados gasolina, querosene e álcool, entre outros.A gerente da Cetesb em Paulínia, Maria da Penha de Oliveira Alencar, disse que a fiscalização verificou todos os tanques. "Apesar de o óleo ser denso, de difícil absorção em terra, será pedida apuração para avaliar se houve danos com possível penetração de agentes poluidores no solo." Ela afirmou que não foram constatados vazamentos.De acordo com o coordenador de meio ambiente da Replan, Luís Tadeu Furlan, os problemas ocorreram em razão do excesso de chuvas e da presença de água nos dutos que trazem o petróleo da Bacia de Campos (RJ). "Houve um pequeno transbordamento da água do dique de contenção durante a drenagem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.