Chá reduz risco de câncer de ovário, indica pesquisa

Beber duas xícaras ou mais de chá por dia pode reduzir drasticamente o risco de desenvolver câncer de ovário, segundo um estudo publicado pela revista Archives of Internal Medicine.Duas investigadoras do Instituto Karolinska, de Estocolmo, analisaram entre 1997 e 2004 os hábitos e a saúde de um total de 61 mil mulheres, das quais dois terços declararam beber chá. Ao término da pesquisa, 301 das participantes tiveram câncer de ovário."Vimos que as possibilidades de desenvolver câncer de ovário em mulheres que bebiam duas ou mais xícaras de chá por dia eram 46% menores em comparação com as que não bebiam", segundo as autoras do estudo, Susanna Larsson e Alicja Wolk."Cada xícara adicional de chá por dia se associava a 18% a menos de chances de câncer de ovário", segundo Larsson e Wolk. No entanto, ambas lembraram da necessidade de realizar estudos adicionais para confirmar suas descobertas.Segundo dados da Sociedade Americana do Câncer, prevê-se que, esse ano, o câncer de ovário seja diagnosticado em cerca de 22 mil mulheres americanas. Como 80% dos casos não são detectados a tempo, cerca de 16 mil mulheres morrerão de câncer de ovário em 2005, segundo a organização.

Agencia Estado,

13 de dezembro de 2005 | 11h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.