Chacareiro paulista diz que galinha morreu de gripe

A Divisão de Zoonoses de Marília, interior de São Paulo, envia nesta quinta-feira ao Instituto Adolfo Lutz os restos de uma galinha caipira suspeita de ter morrido com gripe aviária. De acordo com Lupércio Lopes, coordenador da divisão, a galinha foi achada morta pelo criador, que mora no bairro Santa Antonieta, nas proximidades do aeroporto da cidade."A galinha morreu em conseqüência de dificuldades respiratórias e outros sintomas associados à gripe aviária", comentou o dono da chácara, que cria cerca de 100 galinhas e pediu para não ter seu nome revelado. Mesmo sem a confirmação do diagnóstico, a região já foi interditada pela Vigilância Sanitária de Marília e continuará fechada até o resultado do exame.   leia mais sobre gripe aviária

Agencia Estado,

02 de novembro de 2005 | 18h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.