Chance de asteróide atingir Marte em janeiro chega a 4%

Cientistas torcem para que o choque, que pode abrir uma grande cratera, realmente ocorra

Associated Press,

29 de dezembro de 2007 | 14h59

A probabilidade de uma rocha espacial do tamanho de um campo de futebol colidir com o planeta Marte no início de 2008 subiu para 4%, informam cientistas. Embora trate-se de uma chance pequena, pesquisadores estão torcendo por um impacto.   "Acho que seria legal", disse o chefe do programa de Objetos Próximos da Terra (NEOs) do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa. "Geralmente, quando o asteróide está na rota da Terra, eu não torço pelo impacto".   A rocha não representa ameaça para a Terra e se aproxima de Marte a 45 mil km/h. Conhecido pelo código 2007 WD5, o asteróide foi descoberto em novembro pelo programa Catalina Sky Survey. Com as informações disponíveis então, a probabilidade de colisão havia sido estimada em 1,3%. Ela subiu a 4% com uma análise mais detalhada da trajetória.   O choque pode ocorrer em 30 de janeiro.   Se a colisão realmente acontecer, ela provavelmente abrirá uma cratera de um quilômetro ao norte da área que vem sendo explorada pelo robô Opportunity.

Tudo o que sabemos sobre:
asteróidemarte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.