Chegam à Terra os primeiros dados da lua de Saturno

As primeiras informações sobre a atmosfera de Titã começaram a chegar aos receptores na Terra, causando euforia entre os pesquisadores da Agência Espacial Européia (ESA), responsáveis pela sonda Huygens.Os primeiros dados são relativos à temperatura da atmosfera do satélite. A ESA não divulgou conclusões sobre estas informações. O que já se sabia é que a temperatura em Titã gira em torno de 180ºC negativos.A Huygens enviou seus dados à sonda maior, Cassini, que está na órbita de Saturno, e esta começou a retransmissão para a Terra às 14h18 de Brasília. Uma hora depois, as informações chegavam às bases da Nasa e da ESA. Isso bastou para que as equipes de pesquisadores comemorassem o sucesso da parte principal da missão da Huygens, que era coletar e transmitir dados durante sua descida de duas horas em meio à densa atmosfeta de Titã.A expectativa agora é quanto à qualidade dos dados enviados pela Huygens após o impacto no solo. Sabe-se apenas que, superando todas as expectativas, a sonda resistiu e continuou funcionando além dos três minutos que se esperava.Cinco horas após entrar na atmosfera do satélite, a Huygens continuava enviando dados à Cassini.A Huygens leva entre seus equipamentos um sistema de câmeras digitais para tirar fotografias das nuvens e da estrutura da superfície da Titã.Maior lua de Saturno e a segunda maior do Sistema Solar, depois de Ganymede, de Júpiter, Titã é o único satélite conhecido que tem atmosfera. Esta é densa, rica em nitrogênio, metano e componentes orgânicos que estão reagindo constantemente.Titã fica a 1,2 milhão de quilômetros de Saturno, tem um período orbital (o que determina a duração de um dia) equivalente ao de 16 dias da Terra.

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2005 | 16h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.