China afirma possuir diversos clones de embrião humano

Cientistas chineses dizem ter clonado dezenas de embriões humanos, suficientemente desenvolvidos para a obtenção de células-tronco, segundo noticiou nesta quarta-feira o site da revista norte-americana New Scientist. O trabalho da pesquisadora Lu Guangxiu, que ainda não foi publicado em nenhum periódico científico fora da China, é tema de uma reportagem publicada na edição desta quinta-feira do Wall Street Journal. Lu, da Faculdade de Medicina de Xiangya, afirma ter clonado um embrião humano em 1999 e vários outros desde então. E especialistas dizem que pelo menos três ou quatro outros laboratórios chineses já obtiveram sucesso com a técnica. Uma equipe da Universidade de Medicina de Xangai disse ter obtido células de embriões híbridos, formados por células humanas e óvulos de coelhos. A pesquisa de Lu, se confirmada, representaria a primeira clonagem de embriões humanos. Muitos laboratórios já estabeleceram linhagens de células-tronco a partir de embriões de clínicas de fertilidade, mas não a partir da clonagem. No ano passado, cientistas da empresa norte-americana Advanced Cell Technology anunciaram ter clonado um embrião, mas o estudo foi duramente contestado pela comunidade científica. Lu, que também é dona de uma clínica de reprodução, afirma que seu objetivo não é copiar pessoas, mas obter células-tronco para uso em transplantes e no tratamento de doenças degenerativas.

Agencia Estado,

07 de março de 2002 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.