China anuncia 1.ª vacina ativa para aves contra o H5N1

Os cientistas chineses asseguram que sintetizaram a primeira vacina ativa do mundo para aves contra o vírus letal H5N1 da gripe aviária, útil também contra a doença de Newcastle, informou nesta segunda-feira o jornal estatal China Daily.A "vacina recombinada bivalente", desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Veterinária de Harbin, "será um grande impulso para prevenir e controlar ambas as epidemias na China e no mundo", afirmou Jia Youling, diretor veterinário em Pequim do Ministério de Agricultura.Os cientistas chineses demoraram quatro anos para sintetizar este "potente antídoto" para os dois vírus, e para isso utilizaram a técnica da "genética inversa", que combina mostras de vírus tomados de casos reais com outros sintéticos.A vacina utiliza uma variedade do vírus de Newcastle chamada "LaSota" como vetor, informou Bu Zhigao, líder da pesquisa. Além de ser injetada, a vacina também pode ser administrada por via oral, nasal e através de aerossol, e as técnicas de aplicação em massa devem reduzir os custos trabalhistas, além de aumentar a imunidade entre as aves, acrescentou Jia.Segundo o Ministério, a vacina será cinco vezes mais barata que as vacinas inativas existentes no mercado.O produto seria eficaz também contra a doença de Newcastle, que afeta principalmente frangos e galinhas de granjas e é endêmica em muitos países como a China, onde até outubro matou pelo menos 56.700 frangos, segundo os últimos dados do ministério.Os cientistas chineses dizem que a nova vacina já foi usada em mamíferos como ratos, com sucesso, por isso esperam que aporte referências para desenvolver vacinas contra os dois vírus em humanos, para o qual o ministério já deu sua aprovação.O vírus da gripe aviária é endêmico na China entre aves, onde neste ano foram registrados 31 focos entre pássaros e os primeiros seis casos humanos, dois deles mortais. As autoridades chinesas vacinaram até o momento 6,85 bilhões de aves do total de 14,2 bilhões que há no país.Desde 2003 foram registrados 141 casos de gripe aviária em humanos, no Camboja, China, Indonésia, Tailândia e Vietnã, dos quais 73 fatais, segundo os últimos números da Organização Mundial da Saúde (OMS).   leia mais sobre gripe aviária

Agencia Estado,

26 de dezembro de 2005 | 08h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.