China aplica vacina anti-aids no último grupo de voluntários

Os testes em humanos da vacina contra a aids transcorrem "sem problemas", nove meses depois de seu início no centro de prevenção e controle de doenças da cidade de Nanning, no sul da China, informou nesta segunda-feira a agência Xinhua.O último grupo de 15 voluntários foi inoculado no fim de semana passado e não foram detectados efeitos colaterais durante as primeiras 24 horas, "o período vital da observação", informou Chen Jie, diretor do centro de prevenção e controle de doenças da região autônoma de Guangxi."Até agora, nenhum voluntário teve reações patológicas. Agora permanecem estáveis", acrescentou.Com eles já são 49 os voluntários que foram inoculados com a vacina contra a aids, pondo fim à primeira das três fases dos testes, das quais vão se extrair dados básicos até junho do próximo ano.Só então será decidido se se seguirá com a segunda fase dos testes, cujo objetivo é comprovar sua natureza imunológica e a segurança da vacina, explicou Chen.Pelo menos 35 experiências ocorrem em diversas partes do planeta na busca da vacina contra a aids, mas a maioria está na primeira fase.

Agencia Estado,

12 de dezembro de 2005 | 13h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.