China inicia testes da vacina da aids em seres humanos

A China começou a primeira etapa dos testes em seres humanos de uma nova vacina contra a aids, com oito voluntários, informou o governo. Os testes começaram neste sábado, quando os voluntários se submeteram a um exame médico e assinaram contratos para participar, informou a agência oficial Xinhua.Um total de 49 voluntários com idades entre 18 e 50 anos farão parte dos testes, que serão realizados em três etapas, segundo a Xinhua, que citou Chen Jie, diretor da agência de controle deenfermidades na região meridional de Guangxi.A primeira etapa dos testes durará 14 meses, segundo a Xinhua. A agência não informou o que seria testado nesta etapa, mas informou que a segunda parte abarcaria a "natureza imune e a segurança da vacina". Não foram divulgados mais detalhes dos testes, aprovados em novembro pelos reguladores de medicamentos chineses.Naquela época, a imprensa informou que a vacina já havia sido testada em macacos e que foi desenvolvida por cientistas chineses que estudam a genética do vírus da aids desde 1996.A China reconhece que em seu território há 840 mil pessoas infectadas com o vírus e que 80 mil desenvolveram a doença. Apesar disso, alguns especialistas de saúde acreditam que o número seja muito maior e advertem que a China poderia ter 10 milhões de infectados até 2010, a menos que tome medidas urgentes.Na maior pesquisa de uma vacina contra a aids realizada no mundo, cientistas tailandeses e norte-americanos testaram uma combinação de duas drogas, em 16 mil voluntários da Tailândia, desde 2003.

Agencia Estado,

13 de março de 2005 | 11h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.