China lança segundo satélite para sistema de GPS Beidou

Sistema Beidou, ou Bússola, será alternativa ao sistema global de posicionamento norte-americano

AP,

15 de abril de 2009 | 17h16

A China lançou nesta quarta-feira, 15, seu segundo satélite em um programa para a construção de uma alternativa ao sistema global de posicionamento (GPS) dos satélites norte-americanos.

 

O satélite geoestacionário faz parte de uma série de satélites lançados para a formação do Beidou, ou "Bússola", sistema de navegação, disse a agência de notícias oficial Xinhua, chamando o sistema de "parte crucial da infraestrutura espacial do país."

 

O sistema é divulgado pela China como uma alternativa ao GPS norte-americano, o sistema dominante de posicionamento do mundo, embora não esteja claro quanto progresso o país já fez para a conclusão do projeto.

 

Embora o governo dos Estados Unidos diga que a China já lançou pelo menos cinco satélites de navegação, Xinhua disse que o lançamento desta quarta-feira, 15, foi apenas o segundo diretamente ligado ao projeto. Foi dito que o sistema de navegação atual chinês apenas cobre a área da China e regiões adjacentes.

 

O lançamento vem exatamente dois anos depois do primeiro lançamento para o projeto Beidou, disse Xinhua, que acrescentou que ainda são necessários cerca de 30 satélites para que o sistema funcione antes de 2015, 10 deles serão lançados até o final do próximo ano.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinasatéliteGPS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.