China lançará sua segunda sonda lunar em 2009

A missão lunar chinesa prevê, além das sondas orbitais, um pouso suave na lua em 2012

EFE,

22 de fevereiro de 2008 | 15h01

hina deve lançar sua segunda sonda lunar, a Chang'e 2, em 2009, segundo revelou um dos cientistas responsáveis por colocar em órbita o primeiro satélite lunar chinês, informou a agência de notícias Xinhua.   Ye Peijian, comandante-em-chefe e projetista da Chang'e 1, revelou o plano em entrevista televisiva na qual também explicou que a Chang'e 1 retomou o contato com o centro de controle na Terra, após ser obrigada a variar sua órbita para evitar a sombra produzida pelo eclipse ocorrido na quarta-feira.   O eclipse afetou a alimentação do sistema energético da sonda por um período não especificado.   "A Chang'e 1 foi aprovada nos testes", disse Ye. Está previsto que o satélite realize outro reajuste orbital durante o eclipse previsto para agosto.    O aparelho, de 2.350 kg, leva a bordo oito equipamentos de observação, com os quais captura imagens tridimensionais do satélite da Terra.   A missão lunar chinesa prevê, além das sondas orbitais, um pouso suave na lua em 2012, para o uso de um robô móvel, e outro pouso em 2017, nessa ocasião para o recolhimento de amostras de solo lunar para envio à Terra.

Tudo o que sabemos sobre:
chinaluasatélite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.