China planeja missão oceânica a 7 mil metros de profundidade

Recorde de profundidade já alcançado por cientistas foi de 11 mil metros, atingidos por americano e francês

Efe,

09 de março de 2009 | 16h26

A China prepara o lançamento de uma missão oceânica que pode levar sua tripulação a sete mil metros de profundidade, informou nesta segunda-feira, 9, a agência oficial de notícias Xinhua. O diretor da Administração Oceânica Estatal chinesa, Zun Zhihui, disse que um batiscafo - veículo usado na exploração de águas profundas - foi ajustado no ano passado e que os testes começarão em 2009. Caso passe pelos testes de controle, o submergível poderá mergulhar a sete mil metros de profundidade, um dos maiores deslocamentos já conseguidos, afirma o órgão do governo chinês. O recorde de profundidade em missões oceânicas é do francês Jacques Piccard e do americano Don Walsh, que, em 1960, a bordo do batiscafo "Trieste", desceram a 10.916 metros na fossa Challenger, a mais profunda de todo o mundo, no oceano Índico. Zun Zhihui disse que o batiscafo da China pode levar uma tripulação de até três pessoas e será uma importante ferramenta de prospecção e pesquisa submarina. Segundo ele, a data de lançamento da missão ainda está sendo discutida.

Tudo o que sabemos sobre:
missão oceânicapesquisadoresChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.