China retira título "ecológico" de dez cidades

Dez cidades chinesas que até agora eram consideradas "ecológicas" pelo governo de Pequim perderam esse título, porque não passaram pelos testes da Administração Estatal de Proteção Ambiental, informou a imprensa oficial chinesa. As localidades de Haikou, Daqing, Rongcheng, Wendeng, Ningbo, Shenzhen, Suzhou, Taicang, Yantai e Liuzhou "terão que melhorar seus trabalhos ambientais se quiserem entrar de novo na lista", segundo o órgão, equivalente a um Ministério do Meio Ambiente. Na lista, elaborada no ano passado e que incluía 44 cidades, Haikou era considerada uma das "cinco cidades mais ecológicas do país", enquanto que Suzhou estava entre as 10 cidades "com melhores métodos para o controle da poluição". Nesse estudo considerou-se que as 10 cidades mais poluídas da China eram Linfen, Yangquan e Datong - as três em Shanxi, província do norte conhecida por sua produção de carvão -, Shizuishan, Sanmenxia, Jinchang, Shijiazhuang - capital provincial de Hebei, também no norte -, Xianyang, Zhuzhou e Luoyang. O rápido desenvolvimento da China nas últimas três décadas não foi acompanhado por uma preocupação pelos problemas ambientais, o que se traduziu em fenômenos como a poluição da água - que afeta 70% dos rios e lagos -, a desertificação e a chuva ácida.

Agencia Estado,

30 de novembro de 2005 | 03h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.