China seleciona mulheres para posto de astronauta

Em 2003, a China se tornou o primeiro país asiático a pôr um astronauta no espaço por meios próprios

Associated Press,

17 Setembro 2009 | 08h27

O programa espacial chinês selecionou 45 candidatos a astronauta, incluindo as primeiras mulheres do país a disputar a função, para um programa de treinamento. A China realizou sua primeira caminhada espacial há menos de um ano.

 

Comitê de Obama diz que plano de volta à Lua é impraticável

China constrói seu quarto centro espacial

 

Os 30 homens e 15 mulheres são parte de um programa para selecionar cinco homens e duas mulheres para participar de mais três missões espaciais tripuladas até 2012. As missões são preparatórias para as tarefas de acoplagem necessárias para a construção de uma estação espacial, informa a agência espacial oficial Xinhua.

 

Em 2003, a China se tornou o primeiro país asiático a pôr um astronauta no espaço por meios próprios.

Como os astronautas anteriores, todos os 45 candidatos são pilotos da Força Aérea com idade entre 27 e 34, diz o informe. Eles passarão por uma série rigorosa de testes físicos e psicológicos.

 

A China havia anunciado, no ano passado, que enviaria cientistas ao espaço, à medida que a demanda por perícia técnica para as atividades espaciais cresce.

 

O governo chinês pretende lançar uma missão tripulada em 2020 para testar tecnologias para a permanência no espaço por longos períodos.

 

O programa espacial chinês é financiado pelos militares. Embora Pequim afirme que o propósito do programa é pacífico, especialistas citam diversas possíveis aplicações bélicas para as tecnologias que vêm sendo desenvolvidas, como quando o país usou um míssil para abater um satélite velho em 2007. Foi o primeiro teste de ataque a um objeto orbital já realizado na Terra.

Mais conteúdo sobre:
china astronauta taikonauta

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.