China tem 2 novos focos de gripe e sacrifica 500 mil aves

Dois novos focos de gripe aviária foram descobertos na província nordeste de Liaoning, na China, elevando para seis as ocorrências em 30 dias. Pelo menos 1.100 aves morreram por ação do vírus e outras 500 mil tiveram de ser sacrificadas, informou nesta quinta-feira a Organização Internacional de Saúde Animal, à qual o governo chinês relata os casos.O relatório indicou também que 198 milhões de aves domésticas foram vacinadas na mesma província, onde foi detectado um foco anterior há mais de uma semana. Nesta ocasião foram aves domésticas de localidades situadas nos arredores das cidades de Fuxin e Jinzhou as infectadas com o vírus letal H5N1.Esta variante mais perigosa do vírus H5 foi detectada em todos os focos na China, desde a aparição dos primeiros casos em aves migratórias nas províncias de Qinghai, Xinjiang e Tibete. O H5N1 é tido por especialistas como o que tem maior potencial de vir a causar uma pandemia humana de gripe.   leia mais sobre gripe aviária

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.