China vai proteger o ameaçado golfinho de Rio Yangtze

Uma reserva natural está sendo criada num lago na China central para ajudar a salvar o ameaçado golfinho do Rio Yangtze ? o único golfinho de água doce do mundo.A reserva de 6.800 hectares em Poyang, o maior lago de água doce chinês, é uma forma de lutar até o fim para salvar o golfinho, que foi dizimado pela poluição e outros danos a seu hábitat. Os animais também são freqüentemente pegos por acidente em redes e anzóis.Os golfinhos, outrora abundantes no Yangtze, não chegam agora a 2.000 e sua população está declinando a uma taxa média de 7,3% por ano, disse a agência oficial de notícias Nova China, hoje. Havia cerca de 6.000 deles nos anos 50.O Poyang, um imenso lago de água doce e pântanos, será o lar da maior parte da população sobrevivente de golfinhos. Outra reserva de golfinhos, a Tian´erzhou, foi instalada há vários anos na vizinhança de Hubei, numa seção de 21 quilômetros do Yangtze, mas foi removida quando o rio principal mudou de curso.Tanto os golfinhos como as toninhas de barbatana, outro mamífero aquático encontrado no Yangtze, foram mudados para o lago, mas ainda não saíram de seus status de espécies ameaçadas de extinção.

Agencia Estado,

29 de junho de 2004 | 13h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.