Chocolate preto melhora a circulação arterial

Comer alguns gramas de chocolate amargo a cada dia melhora a circulação arterial e reduz, portanto, o risco de sofrer doenças cardiovasculares graves, afirma um estudo do Hospital Universitário de Zurique.Os pesquisadores do centro hospitalar analisaram os efeitos dos chocolates preto e branco na circulação arterial de 20 homens fumantes, que estão mais expostos a doenças cardiovasculares.Esse grupo de pessoas comeu duas horas antes, 40 gramas de chocolate preto, com 74% de cacau, e não consumiu qualquer outro alimento com propriedades antioxidantes por 24 horas. Os exames a que foram submetidos revelaram que sua circulação arterial tinha melhorado de forma significativa, um efeito que durou oito horas e que, a longo prazo, contribui para lutar contra o endurecimento das artérias.A atividade de seus trombócitos, responsáveis pelos coágulos de sangue, reduziu-se à metade. Já o nível de antioxidantes aumentou consideravelmente, de acordo com os pesquisadores.Os especialistas garantem que, embora seja necessário realizar pesquisas mais aprofundadas, o efeito benéfico do chocolate preto vem de sua elevada concentração de antioxidantes, que também são encontrados em outros alimentos como maçãs e cebolas.Eles advertiram que os resultados obtidos não devem servir de desculpa para continuar fumando ou para ingerir mais calorias diárias do que as necessárias, e lembraram que o chocolate também tem componentes negativos, como a gordura e o açúcar.O mesmo teste foi feito com chocolate branco (com 4% de cacau), mas não teve resultados relevantes.Há três anos, a revista científica Nature publicou um artigo em que defendia que o chocolate preto amargo é muito mais benéfico para a saúde do que o que leva leite. A adição do produto faz o chocolate perder sua capacidade antioxidante e dificulta sua passagem à corrente sanguínea.Graças à sua alta concentração em flavonóides, o alimento ajuda a proteger o coração e as artérias de uma oxidação similar à que afeta os metais.

Agencia Estado,

21 de dezembro de 2005 | 16h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.