Bill Ingalls/Nasa/The New York Times
Bill Ingalls/Nasa/The New York Times

Chuva de meteoros ilumina céu nesta madrugada; saiba como assistir

Fenômeno atinge seu ápice nesta terça, mas Lua cheia pode reduzir intensidade

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2019 | 18h15

A chuva de meteoros Perseidas alcançará o seu ápice de atividade na madrugada desta terça-feira, 13. O fenômeno, que ocorre anualmente, teve início em 17 de julho e seguirá até o dia 26 de agosto.  

A chuva de meteoros ilumina o céu quando a Terra se encontra com fragmentos cósmicos deixados pelo cometa Swift-Tuttle

Entre 15 a 20 meteoros poderão ser vistos por hora durante o pico do fenômeno nesta terça. A Lua cheia, no entanto, pode ofuscar a visualização do espetáculo. 

Como contemplar a chuva de meteoros

A melhor maneira de ver a chuva de meteoros é buscar um local com vista ampla para o céu. Preferencialmente, locais com céu escuro, longe das luzes da cidade. 

A chuva de meteoros tende a ser mais visível depois da meia-noite e antes do amanhecer. E não é preciso olhar para uma direção específica. O fenômeno pode ser visto em todo o céu. 

Nem todos os meteoros visíveis, porém, pertencem a Perseidas. Nesta época do ano, há outras chuvas de meteoros em atividade, mais fracas. 

É possível contemplar o fenômeno a olho nu. Binóculos ou telescópios podem limitar o campo de visão. Também é recomendável aguardar cerca de 30 minutos até os olhos se acostumarem à escuridão. Assim, será mais fácil contemplar os pontos luminosos.

Deixar o celular de lado é outra dica: a luminosidade do aparelho pode dificultar a visualização. 

A agência espacial americana (Nasa) também deve fazer a transmissão do fenômeno. 

Tudo o que sabemos sobre:
meteoroastronomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.