Cientista quer base de dados com DNA de cada indivíduo

Todos os habitantes do planeta deveriam ter seu perfil genético armazenado em uma base de dados que, no entanto, teria de ser independente das autoridades dos países, segundo a proposta do cientista britânico Alec Jeffreys, da Universidade de Leicester.Numa conferência por ocasião do 20.º aniversário da descoberta do ácido desoxirribonucleico (DNA), ele disse que uma base desse tipo teria sido de grande utilidade para identificar as vítimas do tsunami na Ásia.Mas o cientista lembrou que uma nova base de dados como essa deveria manter nomes e endereços separados da informação sobre o DNA, para impedir que os governos e os hackers possam abusar desses dados.Especialista em genética, ele criticou a versão atual das bases de dados do Reino Unido e se disse preocupado com as novas leis que permitem às autoridades armazenar dados de pessoas que não cometeram nenhum delito.Segundo Jeffreys, no âmbito da nova legislação britânica, a polícia pode exigir a qualquer pessoa detida que se submeta a um exame de DNA, para armazenar depois a correspondente informação, o que "constitui uma grave infração das liberdades civis".

Agencia Estado,

11 de abril de 2005 | 12h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.