Cientistas acham proteína-chave no controle do apetite

Um grupo de pesquisadores da Alemanha e dos Estados Unidos descobriu evidências de que um determinado tipo de peptídeo, o AgRP (peptídeo agouti), presente no hipotálamo, é fundamental para o controle de ingestão de alimentos e do peso corporal.O estudo sobre esta função da proteína será publicado na edição de outubro da revista Nature Neuroscience.?Estudos anteriores indicaram que o hipotálamo é responsável pela regulação do ato de comer, mas, até agora, não havia evidência experimental que provasse a importância do AgRP nessa atividade?, disse um dos líderes do estudo, Tamas Horvath, diretor da Seção de Medicina Corporativa da Escola de Medicina da Universidade Yale.Pesquisas feitas anteriormente haviam apontado nessa direção, ao sugerir a relação com a saciedade ou ao indicar a presença de níveis elevados de AgRP em indivíduos obesos.Dessa vez, os cientistas introduziram o receptor da toxina da difteria aviária (doença altamente infecciosa também conhecida como bouba) nos neurônios ligados ao AgRP em camundongos. Duas doses da toxina foram suficientes para destruir as áreas em que foram injetadas, prejudicando a vontade dos animais de comer e resultando em anorexia aguda.?Os resultados confirmam a hipótese de que os sistemas analisados são críticos para o ato de comer. Abordagens anteriores haviam falhado ao fornecer essa prova, devido a mecanismos compensadores que poderiam atuar durante a análise.""Nenhuma havia derrubado totalmente a função neuronal. No novo estudo, entretanto, os neurônios foram destruídos e não houve tempo para que as suas funções fossem recuperadas?, explicou Horvath em comunicado da Universidade Yale.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2005 | 11h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.