Cientistas anunciam teletransporte entre átomos

Num passo a caminho da criação de computadores extremamente poderosos, cientistas anunciaram ter transferido as características físicas de um átomo para outro, por meio de um processo conhecido como teletransporte quântico. A viabilidade do teletransporte já havia sido demonstrada anteriormente, mas com raios de luz, não com partículas de matéria. O trabalho com átomos foi um ?avanço fundamental?, dizem H.J. Kimble da Instituto de Tecnologia da Califórnia, e S.J. van Enk dos Laboratórios Bell na edição da revista Nature que sai nesta quinta-feira.Duas equipes de cientistas informam resultados semelhantes de transferência de dados entre átomos nesta edição.O teletransporte de dados entre átomos poderá um dia estar na base de poderosos computadores quânticos, dizem especialistas. Embora as experiências tenham deslocado a informação ao longo de uma fração de centímetro, esse seria o espaço necessário dentro de um computador.A chave para o processo é um fenômeno chamado de emaranhamento, que cria uma relação entre um par partículas de maneira que qualquer alteração em uma delas afeta a outra instantaneamente; se uma é forçada a assumir um determinado estado, a outra reage, não importando a distância entre elas e sem a necessidade de uma conexão física.

Agencia Estado,

16 de junho de 2004 | 18h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.