Cientistas controlam molécula que ajuda câncer a crescer

Cientistas do hospital de La Paz de Madri identificaram uma molécula que permite a expansão do câncer. Com a descoberta, já se pensa em combater a doença sem recorrer à quimioterapia ou à radioterapia.A molécula IRAK-M, segundo os pesquisadores, freia o sistema imunológico e impede que ele defenda o corpo das células tumorais. O fato mais animador, porém, é que os cientistas desenvolveram um mecanismo que ativa a molécula para que ela mesma enfrente o tumor.Eduardo Lótez-Collazo, um dos pesquisadores, disse que anteriormente a equipe tinha estudado o mecanismo do sistema imunológico em doenças de origem bacteriana, e que então decidiram testar o uso deste mecanismo contra o câncer.Para iniciar o trabalho, os cientistas avaliaram diversas células extraídas de pacientes com câncer, segundo a agência Efe. Durante a pesquisa, concluída em apenas um ano, eles identificaram a molécula. O próximo passo, segundo a equipe, é fazer experiências com ratos.O estudo foi publicado no Journal of Inmunology, da Sociedade Americana de Imunologia. Segundo seus autores, não é a primeira vez que pesquisadores de câncer usam o ponto de vista imunológico em seu trabalho, mas é pouco freqüente esta abordagem.

Agencia Estado,

08 de março de 2005 | 14h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.