Smithsonian
Smithsonian

Cientistas descobrem três novas espécies de 'mini-dragões'

Lagartos com forma de dragões foram encontrados pelos pesquisadores nos Andes equatorianos e peruanos

AFP

07 Abril 2015 | 19h53


Um grupo de cientistas descobriu três novas espécies de lagartos anões "com forma de dragão" nos Andes equatorianos e peruanos, segundo uma pesquisa publicada pela revista científica Zookeys. 

As espécies descobertas por pesquisadores do Equador, Peru e Estados Unidos diferem de seus parentes mais próximos em tamanho, cor e DNA.

Os três lagartos pertencem ao gênero Enyalioides, que são diurno e vivem em selvas tropicais e nas florestas nebulosas dos Andes.

Os cientistas qualificaram a descoberta como "surpreendente", visto que esses lagartos estão "entre os de maior tamanho e cor" das selvas da América do Sul.

A equipe de Omar Torres-Carvajal, do museu de zoologia QCAZ do Equador, Pablo J. Venegas, do Centro de Ornitologia e Biodiversidade do Peru, e Kevin de Queiroz, do Instituto Smithsonian do Museu de História Natural dos Estados Unidos, coletaram vários tipos de lagartos durante uma viagem ao Equador e Peru.

Eles então compararam esses espécimes com raros exemplares em diversos museus de história natural em todo o mundo, e suspeitaram que não pertenciam à mesma espécie.


Um estudo do seu DNA confirmou que estavam diante de três exemplares desconhecidos de lagartos.

"Comecei a trabalhar com esse tipo de lagarto em 2006", explicou Torres-Carvajal. "Naquela época só se conheciam sete espécies de Enyalioides. Nos últimos anos, duplicamos o número de espécies conhecidas, demonstrando assim que a diversidade desses lagartos havia sido subestimada".

A descoberta eleva para 15 o número de espécies do gênero Enyalioides.

Mais conteúdo sobre:
Andesciência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.