Cientistas descobrem zona morta junto a epicentro do tsunami

Cientistas encontraram uma zona morta, sem sinais de vida animal, no litoral de Sumatra, na Indonésia, próxima ao epicentro do tsunami que devastou diversos países do sudeste asiático em 26 de dezembro de 2004. Este é um dos destaques do Censo da Vida Marinha, divulgado na quarta-feira.O projeto, executado em abril, foi o primeiro feito por cientistas na zona do epicentro do maremoto. Os pesquisadores concluíram que, embora o fenômeno tenha tido "pouco ou nenhum efeito sobre a fauna marinha na zona do epicentro", a 4 mil metros de profundidade, há uma área próxima a Sumatra na qual não foi encontrada vida animal durante as 11 horas que durou a imersão, segundo o censo.Ronald O´Dor, o cientista chefe do censo, disse que esta zona poderia ser resultado de um desmoronamento durante o terremoto. "É uma curiosidade", comentou.O cientista explica que esta "ausência de vida biológica não tem precedentes nos últimos 25 anos de estudo da vida marinha nas profundezas dos oceanos".O Censo da Vida Marinha é um projeto de pesquisa associado à ONU que tem a participação de cerca de 1.700 cientistas de 73 países, que avaliam e explicam a diversidade, distribuição e riqueza da vida marinha nos oceanos de todo o mundo.

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2005 | 10h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.