Cientistas dos EUA dão pistas sobre como matar moscas

Insetos conseguem antecipar perigo e planejar fuga em 100 milissegundos.

Da BBC Brasil, BBC

29 de agosto de 2008 | 06h03

Cientistas americanos afirmam ter descoberto por que é tão difícil matar moscas e deram pistas sobre como dar o tapa certeiro.Os especialistas, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, analisaram o mecanismo neuromotor utilizado pelos insetos para escapar de perigo e descobriram que eles precisam de apenas 100 milissegundos para detectar o perigo e planejar uma rota de fuga.Utilizando câmeras de alta resolução e computadores avançados, os especialistas analisaram os movimentos de uma mosca. Eles observaram que ao perceber que o perigo vem de trás, elas se projetam para frente. Se virem que o tapa vem de frente, decolam para trás. E quando percebem que a ameaça vem de lado, fogem para o outro.Ainda de acordo com os cientistas, a melhor maneira de acertar a mosca não é mirar nela, mas no local para onde ela provavelmente escapará. Ao tentar matar uma mosca por trás com um rolo de jornal, é preciso mirar na frente do inseto, para onde ele provavelmente tentará fugir. Sistema sofisticado"Nós descobrimos que ao planejar o movimento antes de decolar, a mosca leva em consideração a posição de seu corpo assim que identifica o perigo", disse um dos pesquisadores, Michael Dickinson."Nossos experimentos mostraram que o inseto de alguma forma "sabe" se precisa fazer grandes ou pequenas mudanças posturais."Ainda segundo ele, o inseto é capaz de se posicionar rapidamente para voar em que qualquer situação, não importa se esteja comendo ou andado.Os cientistas estão agora tentando descobrir como o cérebro das moscas consegue fazer tais cálculos com tanta precisão e antecipação. "É um sistema senso-motor muito sofisticado e queremos saber agora em que lugar do cérebro isto acontece", disse Dickinson.A pesquisa foi divulgada na publicação especializada Current Biology.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
moscacérebrofuga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.