Portia Soan/Divulgação
Portia Soan/Divulgação

Cientistas revelam mais antigo ancestral dos pássaros

Animal que viveu há 160 milhões de anos era um dinossauro carnívoro com características de pássaro

Reuters,

28 Janeiro 2010 | 17h39

Foi descoberto na China o fóssil de um dinossauro carnívoro bípede que viveu há 160 milhões de anos e que pesquisadores identificaram como o membro Amis antigo conhecido da longa linhagem que inclui as aves.

 

O Haplocheirus sollers tem um crânio longo e estreito, dentes miúdos e braços e antebraços fortes, o que permitia que caçasse pequenos lagartos, mamíferos e répteis,  escrevem os cientistas na edição desta semana da revista Science.

 

O indivíduo, que possivelmente morreu no início da idade adulta, tinha uma cauda longa e o comprimento total do corpo era de entre 1,9 e 2,3 metros. Ele foi encontrado em um leito de lama alaranjada na bacia Junggar, na região chinesa de Xinjiang.

 

"Ele tem características únicas, mas partilha algumas características com pássaros. Move as mãos para os lados, do mesmo jeito que os pássaros fecham as asas. Sua cabeça, coluna vertebral, membros superiores, mãos, tudo isso é semelhante ao dos pássaros", disse o pesquisador  Xu Xing, da Academia Chinesa de Ciências.

 

Xu, um membro da equipe de pesquisas encabeçada por Jonah Choiniere, da Universidade George Washington, disse que embora a espécie tenha muitas características em comum com os pássaros, ela era mais parecida com "um dinossauro carnívoro típico".

 

Segundo ele, esses animais "representam o estágio Amis primitivo da evolução dos pássaros, mas não são pássaros. Você pode dizer que são os mais antigos ancestrais dos pássaros... que muito devagar a linhagem se transformou em pássaros".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.