Círio de Nazaré leva 2 milhões às ruas de Belém

Procissão percorreu 4,5 quilômetros na capital do Pará, durante quase sete horas

Carlos Mendes, O Estado de S. Paulo

12 de outubro de 2008 | 18h56

O Círio de Nazaré reuniu hoje cerca de 2 milhões de peregrinos nas ruas de Belém (PA), segundo cálculo da Polícia Militar. A procissão percorreu 4,5 km da Catedral da Sé até a Praça do Santuário, no bairro de Nazaré, durante quase sete horas. Muitos fiéis carregavam protótipos de casas e partes do corpo humano, pagando promessas. "Fiquei curado de um câncer na garganta depois de fazer uma promessa à Nossa Senhora de Nazaré e enquanto tiver vida estarei todo ano no Círio", contou o agricultor baiano Josevaldo Ferreira da Silva. Ele disse que os médicos ficaram incrédulos quando os exames revelaram que o câncer havia sumido de seu corpo. A professora Nerielda Soares, de Moju, interior do Pará, não foi pagar promessa, mas fazer apenas um pedido à santa: "quero que ela ilumine as autoridades a reduzir a violência".   Veja fotos do Círio de Nazaré Veja fotos das festividades em Aparecida   Ela teve dois filhos assassinados em briga de gangues em Belém. A Defesa Civil informou que pelo menos dez mil pessoas, a maioria mulheres e idosos, desmaiaram durante a procissão e precisaram ser socorridas. As pessoas que seguravam a corda de 800 metros de comprimento atrelada à berlinda que conduzia Nossa Senhora de Nazaré foram os que deram mais trabalho a médicos e voluntários da Cruz Vermelha. Segundo a Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Sociais e Econômicas (Dieese), o Círio de Nazaré, que é considerado o natal dos paraenses, movimenta R$ 550 milhões na economia regional durante os 15 dias de festa religiosa. Este ano, ele atraiu 68 mil turistas de outros estados e países.

Tudo o que sabemos sobre:
aparecidacírionazaré

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.