Cirurgiões franceses planejam transplante de rosto

Uma equipe de cirurgiões franceses pediu autorização para realizar um "transplante de rosto" - uma intervenção cirúrgica que consiste em retirar de um cadáver um rosto com toda sua estrutura nervosa e colocá-lo em uma pessoa desfigurada. A decisão está a cargo do Comitê Consultivo Nacional de Ética. Até agora, não se sabe quais são os médicos nem em que lugar da França eles se preparam para dar um rosto novo a um ser humano, mas é provável que se trate da equipe do professor Dubernard, indiscutível autoridade mundial na matéria. Embora um transplante de rosto seja muito mais complexo do que o de uma mão, meses atrás um cirurgião inglês, Paul Butler, explicou na revista britânica The Lancet que esta é uma fronteira que está ao alcance do bisturi. Segundo ele, "o novo rosto deveria funcionar do mesmo modo que um rosto normal".

Agencia Estado,

24 de janeiro de 2003 | 16h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.