Clima altera circulação oceânica, comprova estudo

Um grupo de pesquisadores europeus acaba de mostrar, pela primeira vez, que mudanças climáticas em um hemisfério implicam alterações na circulação oceânica do outro lado do planeta.Os cientistas observaram que, em diversos períodos da história, quando houve uma elevação na temperatura no Hemisfério Norte, por exemplo, o outro lado do globo experimentou um maior resfriamento, que criou uma diminuição na quantidade de águas profundas transportadas do Sul para o Atlântico.O efeito oposto também foi identificado: quando o Hemisfério Sul entrou em um período mais quente, o fluxo de água se dirigiu ao Norte.Esses mecanismos que ligam as duas partes do globo já haviam sido observados em simulações em computadores, mas esta é a primeira vez em que foram confirmados a partir de dados obtidos de experimentos científicos que empregaram registros climáticos.Os pesquisadores verificaram ainda uma diminuição no volume de água fresca que se dirige ao fundo do Atlântico Sul.?Embora não saibamos aonde o aquecimento global nos está levando, isso pode ser um sinal de que os oceanos já estão se adaptando às mudanças no clima do planeta?, disse um dos autores do estudo, Rainer Zahn, da Universidade Autônoma de Barcelona, na Espanha.A pesquisa foi feita por representantes da universidade espanhola e da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, e publicado na revista Science.De acordo com os envolvidos, os resultados devem permitir a elaboração de previsões mais eficazes de como os oceanos reagem a alterações no clima.O estudo Southern hemisphere water mass conversion linked with north atlantic climate variability, liderado por Katharina Pahnke e Rainer Zahn, pode ser lido por assinantes da revista Science em www.sciencemag.org.

Agencia Estado,

05 de abril de 2005 | 10h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.