Clima quente causou migração de mamíferos para as Américas

Ancestrais dos camelos, cavalos, rinocerontes e outros mamíferos que já habitaram a América do Norte e a Europa podem ter surgido na Ásia e atravessado os continentes por uma ponte terrestre 55 milhões de anos atrás, segundo pesquisa publicada nesta quinta-feira na revista Science.O estudo relaciona fósseis de mamíferos primitivos no sul da China a um surto de aquecimento global que teria desencadeado migrações em massa e mudado para sempre o meio ambiente das Américas e da Europa.Pesquisadores chineses e americanos analisaram sedimentos encontrados na China e concluíram que a atmosfera da Terra recebeu grandes quantidades de metano naquele período. O fenômeno ocorreu alguns milhares de anos antes do surgimento do primeiros vestígios fósseis de mamíferos na América do Norte, inclusive de primatas que foram primos distantes do homem.Gabriel Bowen, da Universidade da Califórnia, disse que o estudo reforça teorias de que quatro grupos de mamíferos anatomicamente modernos surgiram na Ásia e foram isolados pelo clima frio. Quando o clima esquentou, eles migraram pelo estreito de Behring para o Alasca e o resto das Américas. "Agora podemos relacionar esses grupos animais diretamente ao fenômeno de aquecimento", disse Bowen.

Agencia Estado,

14 de março de 2002 | 22h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.