CO2 detectado em atmosfera de planeta fora do Sistema Solar

Detecção é um passo importante para refinar técnicas de busca de vida extraterrestre, diz a Nasa

da Redação,

09 de dezembro de 2008 | 19h40

O Telescópio Espacial Hubble da Nasa descobriu dióxido de carbono na atmosfera de um planeta em órbita de uma estrela distante. A descoberta é importante, dizem os técnicos da agência espacial, porque representa mais um passo no desenvolvimento de técnicas para detectar sinais de vida extraterrestre.   O planeta onde se encontrou o CO2, HD 189733b, é quente demais para suportar vida, mas a observação do Hubble prova que substâncias químicas associadas à vida podem ser detectadas em planetas girando ao redor de outras estrelas. Compostos como o CO2 podem ser produzidos por seres vivos, e uma detecção de dióxido de carbono em um planeta mais parecido coma  Terra poderá ser um primeiro sinal de vida.   Observações anteriores feitas de HD 189733b, pelo Hubble e por outro telescópio orbital, o Spitzer, descobriram vapor de água. O Hubble já havia encontrado metano (CH4) na atmosfera do planeta. Mark Swain, um pesquisador do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa usou a câmera de infravermelho do Hubble e o espectrômetro para estudar a luz emitida pelo planeta, que fica a 63 anos-luz. Gases na atmosfera do planeta absorvem luz em certos comprimentos de onda. Swian identificou a absorção de dióxido e monóxido de carbono, moléculas que deixam marcas específicas na radiação que parte de HD 189733b e atinge a Terra. 

Tudo o que sabemos sobre:
hubbledióxido de carbonoplanetas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.