AP
AP

Com cumprimentos de Obama, astronautas aguardam pouso

Mau tempo que atinge o local de pouso da Nasa é esperado para toda a sexta-feira, 22, data prevista do pouso

AP e Efe,

21 de maio de 2009 | 16h09

Astronautas da Atlantis checaram seus sistemas de voo e arrumaram tudo esperando a data programada para o fim de sua missão triunfante de conserto do Hubble, embora as previsões do tempo não sejam animadoras.

 

Veja também:

linkMau tempo na Flórida pode adiar pouso do Atlantis

linkAstronautas completam missão de reparos no Hubble

link Nasa fotografa o Atlantis passando diante do Sol

mais imagens Galeria: As 10 melhores do Hubble

 

Tempestades atingiram o local de pouso da Nasa por toda a manhã e mais desse mau tempo é esperado para sexta-feira, 22, quando a Atlantis deve retornar para casa.

 

A chuva não atrapalhou as comemorações da Nasa devido aos impressionantes consertos no Hubble, que atraíram felicitações do presidente, Barack Obama, e de membros do Senado norte-americano.

 

"Ao permitir que o Hubble continue viagem, vocês nos permitiram continuar nossa aventura de crescimento e prospecção", disse Obama ao comandante da nave, Scott Altman.

 

"Estou orgulhoso do que conseguiram. Esta missão de reparação no espaço deu um exemplo maravilhoso da dedicação e do compromisso com a prospecção que representa aos Estados Unidos", acrescentou Obama. "O Hubble é um símbolo de nossa busca do conhecimento", disse.

 

O comandante Scott Altman pretendia uma aterrissagem na manhã de sexta-feira, 22, no Kennedy Space Center, mas devido às previsões do tempo, ele e sua equipe estão conservando energia para permanecer no espaço até segunda-feira, 25, se necessário.

 

"Nós sobrevoamos hoje, vimos que não parecia muito bom no momento, mas vimos alguma claridade por trás - talvez", disse. "Enquanto pensar que há uma chance, estaremos dispostos a fazer o que for preciso."

 

Durante cinco caminhadas espaciais, os astronautas da nave substituíram baterias e giroscópios e atualizaram os sistemas do observatório em uma tarefa que permitirá que o equipamento continue operando por mais cinco anos. Esta foi a quinta e última caminhada espacial para a tripulação da Atlantis, e a quinta e última visita de astronautas ao Hubble.

 

O telescópio foi instalado em órbita pela nave Discovery há 19 anos e, livre da distorção atmosférica, forneceu uma ampla gama de conhecimentos sobre o universo.

 

Também nesta quinta-feira, a Nasa informou que uma análise extensa das asas e do nariz da nave não revelou evidência de danos preocupantes, e os administradores da missão liberaram a nave para a reentrada na atmosfera. Um vão na blindagem da asa direita foi o que desencadeou a destruição do ônibus espacial Columbia, em 2003.

Tudo o que sabemos sobre:
espaçociênciaNasaAtlantisHubble

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.