Começa a temporada dos pingüins: 2 são resgatados no Rio

Dois pingüins foram achados nesta quinta-feira nas praias de Copacabana e São Conrado, na zona sul do Rio. Desde o início da "temporada" das aves na orla do Rio, há dez dias, nove já foram localizadas e socorridas por bombeiros. Elas vêm do sul do continente, trazidas pelas correntes marinhas, e são levadas para o Zoológico de Niterói, onde recebem tratamento para se recuperar da longa jornada.Além dos dois animais encontrados, outros dois foram vistos nadando em Copacabana. Dos sete resgatados até esta quarta, um morreu, porque estava muito debilitado. Os demais estão no zôo e passam bem. Eles seguem uma dieta especial até que retomem o peso normal, em torno de 4,5 quilos - quando são resgatados, os pingüins costumam pesar 1,5 quilo.Segundo a diretora do zôo, Giselda Candiotto, os pingüins que desembarcam nas praias cariocas sofrem também de hipotermia e pneumonia. Quando se recuperam, são levados num avião da Força Aérea Brasileira até a cidade gaúcha de Rio Grande. Depois de passarem pelo Centro de Recuperação de Animais Marinhos, as aves são deixadas por um navio da Petrobrás a 40 milhas da costa. De lá, nadam de volta para casa, na região do Estreito de Magalhães, perto das Ilhas Malvinas - daí o nome pelo qual são conhecidas, pingüins de Magalhães.Este ano, a temporada teve início mais tarde - em 2003, os animais começaram a surgir em junho. Daquele mês até setembro, 68 foram levados ao zôo e 43 seguiram viagem até o sul. Os demais morreram. Eles costumam vir no inverno porque nessa época as correntes marítimas são mais fortes. Quando saem em busca de alimento, os jovens e inexperientes acabam se perdendo.

Agencia Estado,

16 de julho de 2004 | 06h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.