Comer peixe deixa mente alerta por mais anos, diz pesquisa

Comer peixe ao menos uma vez por semana é bom para o cérebro, retardando o declínio mental relacionado à idade pelo equivalente de três a quatro anos, sugere um estudo recente. A pesquisa acrescenta que há evidência crescente de que uma dieta rica em peixe mantém a mente afiada. Estudos anteriores haviam descoberto que pessoas que comem peixe reduzem o risco de derrames e do mal de Alzheimer. Para o novo estudo, cientistas viram como 3.718 pessoas se saíram em testes simples, como recordar detalhes de uma história. Os participantes, todos moradores de Chicago com 65 anos ou mais, fizeram os testes por três vezes ao longo de seis anos. Eles também responderam a questionários sobre suas dietas."Descobrimos que pessoas que fizeram uma refeição à base de peixe por semana tiveram um declínio mental anual 10% menor", disse a co-autora Martha Clare Morris, uma epidemiologista. "Os que comeram duas refeições de peixe tiveram declínio 13% menor".A FDA, agência do governo dos EUA que regulamenta alimentos e remédios, alerta que mulheres grávidas, lactantes e crianças devem evitar o consumo de peixes com alto nível de mercúrio - incluindo tubarão e peixe-espada. O mercúrio pode danificar o cérebro de fetos e crianças.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2005 | 17h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.