Computador dá ao País 7.ª melhor previsão do tempo

O Brasil terá em pouco tempo uma previsão do tempo muito mais precisa. Num ranking mundial de precisão, o País pulará uma posição, subindo para o sétimo lugar. Isso por causa de um supercomputador que o governo federal acaba de adquirir.O segundo lote - o primeiro foi entregue em agosto de 2002 e entrou em operação no mesmo ano - do supercomputador NEC SX6 chegou na terça-feira ao Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em Cachoeira Paulista, no Vale do Paraíba. O investimento do governo foi de US$ 24 milhões.Com o investimento, o País terá tecnologia mais avançada que a Austrália, por exemplo, ficando atrás apenas de alguns países europeus, dos Estados Unidos e do Japão."Na América Latina, o Brasil terá os meios mais avançados para prever o comportamento da atmosfera com grandes benefícios para a sociedade", afirmou o meteorologista Marcelo Selucci, do Inpe.O equipamento, que pesa 13.500 quilos, foi transportado em dez caminhões e vai ocupar uma área de 12 metros quadrados. A instalação deve levar um mês e o sistema só estará em pleno funcionamento no final do ano.Com o supercomputador, será possível, por exemplo, verificar a previsão do tempo com mais precisão para os próximos 30 dias - e boa previsão também para os três meses seguintes. Atualmente, a previsão do tempo é feita para os próximos cinco dias.

Agencia Estado,

30 de junho de 2004 | 10h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.