Computador de DNA combate câncer em laboratório

Pesquisadores criaram um ?computador? microscópico que poderá um dia permitir o tratamento de câncer e outras doenças a partir de dentro do organismo. O aparelho, de tamanho molecular, é essencialmente uma mistura de DNA sintético com enzimas e foi projetado para detectar os sinais químicos do câncer e liberar drogas para combater a doença.Em um estudo recente, cientistas dizem ter obtido resultados promissores em um tubo de ensaio. Ehud Shapiro, do Instituto de Ciência Weizmann, de Israel, que encabeçou a equipe que construiu o computador bioquímico, disse que o próximo passo é embalar o aparelho para que possa atuar dentro de um ambiente tão complexo quanto o corpo humano.?Os problemas são grandes, e ainda não temos um rumo claro para resolvê-los?, disse Shapiro, que descreve o computador em artigo publicado online pela revista ?Nature?.Computadores moleculares existem há cerca de uma década. Em vez de chips e processadores, eles se valem das habilidades de processamento de informação do DNA. Enzimas ?lêem? seqüências da molécula de material genético de maneira a permitir a realização de cálculos.

Agencia Estado,

28 de abril de 2004 | 17h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.