Comunidade alerta para risco de credibilidade da Ciência

Um informe emitido pela comunidade científica afirma que, mesmo que a imprensa denuncie fraudes em questões de grande interesse na área, o mau comportamento em assuntos menores compromete a integridade da ciência. Um terço dos cientistas americanos pesquisados admitiram que, nos últimos três anos, ao menos uma vez se envolveram em alguma prática que, descoberta, lhes causaria problemas.Alguns exemplos incluíam burlar aspectos menores no que se refere a normas de investigação em seres humanos e ignora o uso, por parte de um colega, de informações duvidosas e questionáveis.Esse tipo de comportamento, "em sua maioria, não estão sendo detectados atualmente", disse Brian C. Martinson, que apresenta o resultado da pesquisa realizada pela Fundação HealthPartners Research junto à comunidade científica, que está publicada no número desta quinta-feira da revista Nature. Os cientistas "já não podem continuar passivos diante desse tipo de mau comportamento", afirma.Mark S. Frankel, diretor do Programa de Liberdade, Responsabilidade e Direitos Científicos da Associação Americana para o Avanço da Ciência, não concorda com a pesquisa: "Não acredito que estejamos sendo complacentes". Frankel, que não participou da sondagem, disse que os resultados não o surpreenderam. Mas apontou que a pesquisa só examinou uma fração da comunidade científica. Ele acredita que não se deva generalizar a área.A pesquisa colheu resultados de 3.247 cientistas, cerca de 40% daqueles a quem foram enviados os questionários.

Agencia Estado,

08 de junho de 2005 | 22h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.