Concessionária recupera entorno de rodovias

A concessionária Caminhos do Paraná e a Embrapa Florestas apresentaram hoje, em Irati (Paraná), um programa para a recuperação de áreas degradadas no entorno de três pedágios e mais dois trechos das rodovias BR-277 e BR 373, na região dos municípios de Palmeira, Guarapoava e Ponta Grossa, no interior do Estado. O projeto prevê o reflorestamento com espécies nativas e a substituição dos pinus, plantados na região.?O Brasil é um dos países com maior diversidade florística, por isso não tem sentido ter espécies exóticas nas margens das estradas?, disse Gustavo Curcio, pesquisador da Embrapa Florestas, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, contratada para fazer a avaliação da degradação do solo, estruturação dos plantios e recomendação das espécies. ?Serão plantadas 11 mil mudas de 25 espécies da região, como ipê amarelo, bracatinga, capororoca e capororocão. Procuramos espécies pensando em conseguir o máximo de florescência. Com isso, o entorno destas estradas permanecerá florido dez meses ao ano?.O agrônomo explica que a fauna da região, sobretudo os pássaros, também serão beneficiados, com espécies frutíferas, como guabiroba, araçá e uvaia. Além das ações de recuperação, os moradores da região e os motoristas que freqüentam as rodovias vão receber orientações sobre preservação do meio ambiente e uso da rodovia.A Caminhos do Pará investiu, até o momento, R$ 50 mil no projeto, que deverá durar três anos. Segundo Maria Zélia da Silva, assessora de Gestão Ambiental da empresa, a recuperação ambiental segue requisitos legais, contratuais, técnicos e a consciência ambiental da empresa. ?Estamos semeando a paisagem que as futuras geração observarão ao passar pela rodovia?, disse.

Agencia Estado,

31 de julho de 2002 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.