Concreto e abstrato são definidos em áreas distintas do cérebro

Cérebro toma decisões em áreas distintas do lóbulo em função delas serem abstratas ou concretas, diz estudo

EFE

01 de março de 2009 | 19h06

O cérebro toma decisões em diferentes áreas do lóbulo frontal em função delas serem mais abstratas ou concretas, segundo um estudo divulgado neste domingo, 1, pela revista científica britânica "Nature Neuroscience".   Segundo a pesquisa, realizada por uma equipe da Brown University, nos Estados Unidos, o controle cognitivo permite tomar decisões sobre ações abstratas e selecionar os programas motores concretos que são necessários para realizar estas ações.   O lóbulo frontal é uma grande estrutura cerebral, necessária para o controle cognitivo e para regular a atribuição dos recursos mentais requeridos para a tomada de decisões e o planejamento. Uma lesão no lóbulo frontal pode prejudicar o controle do comportamento e causar impulsividade e agressividade no indivíduo.   A equipe descobriu que as decisões mais abstratas são tomadas na parte dianteira do lóbulo frontal, e as concretas em sua parte de trás.O responsável pelo estudo, David Badre, explicou que o lóbulo frontal está organizado de forma hierárquica, de modo que as decisões sejam tomadas em diferentes lugares, em função de sua natureza abstrata ou concreta.   Para chegar a esta conclusão, os cientistas realizaram um experimento com pacientes que tinham danificado diferentes zonas do lóbulo frontal. Os danos na parte final do lóbulo frontal impediram uma correta execução das ações concretas, enquanto os pacientes que experimentavam danos na parte dianteira erraram na execução das abstratas.

Tudo o que sabemos sobre:
Cérebroestudo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.