Cone Sul cria comitês específicos para aftosa e gripe aviária

Em reunião realizada na quarta-feira, em Montevidéu, o Comitê Veterinário Permanente do Cone Sul decidiu criar dois grupos "ad hoc" (específicos) para controlar os surtos de febre aftosa surgidos no Brasil e impedir que apareçam casos de gripe aviária na região.Durante mais de onze horas, representantes de Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai analisaram os focos de aftosa detectados no Mato Grosso do Sul e formas de se preparar para evitar a chegada da gripe aviária à região. Nos dois casos, o comitê decidiu criar comitês com o objetivo de apresentar um relatório na próxima reunião do grupo, nos dias 7 e 8 de novembro em San José de la Sierra, na Bolívia. Esse documento será analisado e apresentado aos ministros da Agricultura da região, que se reunirão dois dias depois, na mesma cidade.

Agencia Estado,

21 de outubro de 2005 | 01h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.