Conheça o "gato-cópia", o novo clone

Os cientistas finalmente produziram um clone que você pode pegar, abraçar e, quem sabe, até levar para casa. Pesquisadores da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Texas A&M fizeram a primeira clonagem de um animal de estimação, uma gatinha malhada de dois meses chamada Cc (abreviação de ?CopyCat?). O sonho de clonar bichos de estimação, já retratado em produções de Hollywood, acaba de sair da ficção científica para o mundo da realidade.A técnica usada pelos pesquisadores foi a de transferência nuclear, a mesma usada para clonar a ovelha Dolly e a maioria dos outros clones produzidos até agora, incluindo camundongos, vacas, porcos e cabras. O núcleo de um óvulo não fecundado é substituído pelo núcleo de uma célula do animal adulto que vai ser clonado, formando um embrião, que é transplantado para o útero de uma fêmea. Como nas outras clonagens de animais, o índice de sucesso foi bastante baixo. De 188 óvulos foram obtidos 87 embriões clonados, transferidos para oito mães-de-aluguel. O resultado foi um feto abortado e Cc, que nasceu de cesariana após 66 dias de gestação. ?A gatinha estava vigorosa ao nascer e parece ser absolutamente normal?, escrevem os pesquisadores em artigo publicado on-line pela revista Nature. Cc foi clonada a partir de uma célula de cúmulo, tipo de tecido que envolve o óvulo, extraída da gata malhada Rainbow. A mãe-de-aluguel que gerou a gata recebeu cinco embriões clonados: três de células de cúmulo e dois de fibroblastos, células retiradas da mucosa bucal de um macho. Todas as outras tentativas foram feitas com os fibroblastos, resultando em um único aborto. Segundo os pesquisadores, ainda não está claro quão fácil será clonar outros gatos.DiferenteAnálises genéticas confirmam que Cc é um clone. Sua pelugem, no entanto, não é idêntica à da gata Rainbow, sua mãe genética. Isso é natural, segundo os pesquisadores, porque a pigmentação de animais multicoloridos é determinada não apenas pelos genes, mas também por fatores do desenvolvimento na placenta.Cc nasceu no dia 22 de dezembro. O anúncio oficial do trabalho só seria feito no domingo, mas foi antecipado após uma matéria publicada ontem pelo Wall Street Journal. O projeto, chamado CopyCat, foi financiado por um investimento de US$ 3,5 milhões da Genetic Savings & Clone, que terá opção de exclusividade para licenciar a tecnologia, uma vez que ela estiver aperfeiçoada. O fundador da empresa, John Sperling, de 81 anos, planeja oferecer serviços para a clonagem de gatos de estimação. Animais ?socialmente relevantes?, como cães farejadores, também poderiam ser clonados pela mesma técnica, segundo ele.

Agencia Estado,

14 de fevereiro de 2002 | 22h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.