Contaminação da água cresceu 10 vezes em 5 anos

Nos últimos dez anos, a contaminação das águas de rios, lagos e lagoas brasileiros aumentou cinco vezes. A principal fonte de contaminação é o despejo de material tóxico resultante de atividades agroindustriais e industriais, responsáveis por 90% do consumo de água.O despejo de esgotos urbanos e rurais vem em segundo lugar e os lixões, em terceiro. A conclusão está no relatório Estado Real das Águas no Brasil (2003-2004), realizado pela Defensoria da Água, que será apresentado na Conferência Mundial da Unctad, em Genebra, em outubro.O estudo indica a existência de mais de 20 mil áreas contaminadas com populações expostas a riscos de saúde. Além disso, os vestígios do esgoto despejado na região costeira, que há uma década eram encontrados a até 5 quilômetros do litoral, hoje alcançam 50 quilômetros.O documento conclui que nos próximos dez anos, o problema da escassez de água para consumo humano nas regiões metropolitanas de São Paulo, Belo Horizonte e Rio ficará mais grave. A falta de água atingirá 40 milhões de pessoas. Segundo o relatório, as autoridades públicas não têm tomado providências preventivas.Elaborado por uma equipe de 394 profissionais de diversas áreas, o diagnóstico apresenta dois rankings: empresas e instituições mais denunciadas e exemplos positivos e negativos de casos emblemáticos.

Agencia Estado,

22 de setembro de 2004 | 13h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.