Reuters
Reuters

Coreia do Sul se prepara para lançar satélite nesta quarta-feira

Se tiver êxito, será a primeira ocasião em que um satélite é colocado em órbita pelo país

08 Junho 2010 | 20h56

SEUL - A Coreia do Sul prepara o lançamento de seu satélite científico STSAT-2, que vai acontecer nesta quarta-feira, 9, menos de um ano após o fracasso de um teste semelhante que não alcançou a órbita prevista.

 

O STSAT-2, de aproximadamente 100 quilos, viajará no foguete da plataforma de lançamento Naro-1 em uma missão que, se tiver êxito, representará a primeira ocasião na qual um satélite é colocado em órbita desde território sul-coreano.

 

O aparelho terá o objetivo de recolher dados atmosféricos básicos e controlar a altitude das órbitas de outros satélites, segundo fontes do Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia de Coreia (KAIST) citadas pela agência local "Yonhap".

 

O Instituto de Pesquisa Aeroespacial da Coreia (KARI) confirmou nesta terça que o foguete Naro-1 será lançado nesta quarta, como estava previsto, apesar de um problema em seu sistema elétrico detectado na segunda, mas aparentemente solucionado nas horas seguintes.

 

Em agosto do ano passado, a Coreia do Sul lançou seu primeiro foguete espacial com um satélite semelhante, mas o aparato não chegou a entrar em órbita.

 

As duas fases do foguete se separaram como se esperava, mas o satélite alcançou uma altitude maior que a planejada - 360 quilômetros em vez dos 302 previstos -, e por isso não entrou em órbita.

 

Os especialistas consideraram que o teste teve algum êxito, já que o foguete, fabricado em colaboração com a Rússia, funcionou sem problemas.

 

Os satélites anteriores sul-coreanos tinham sido lançados em foguetes dos EUA, Rússia ou Europa.

 

O satélite STSAT-2 foi desenvolvido pelo KAIST e o Instituto de Ciência e Tecnologia de Gwangju, com um orçamento de 13,6 bilhões de wons (9,2 milhões de euros).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.