Cratera de suposto meteorito na Letônia era farsa, diz geólogo

Especialista diz que sinais de artificialidade são evidentes; objetivo dos envolvidos era atrair turistas ao local

Efe,

26 Outubro 2009 | 11h41

Moradores da região visitam a cratera. Foto: Reuters

 

MAZSALACA - Geólogos da Letônia confirmaram que cratera formada supostamente pela queda de um meteoro no interior do país era uma farsa. A agência oficial russa RIA-Nóvosti e vários outros canais de televisão haviam informado nesta segunda-feira, 26, que um objeto espacial havia caído no norte da Letônia.

 

"Nos limites da cratera é possível ver os rastros das enxadas e como foram arrancadas algumas plantas. Essa é a versão final a que chegamos", disse Girts Stinkulis, chefe do departamento de geologia da Faculdade de Geografia da Universidade da Letônia.

 

Segundo o especialista, "as dimensões da cratera não correspondem com as que costumam deixar os meteoritos". "A terraplenagem está muito artificial e a profundidade é muito grande", disse o geólogo, cuja opinião é a mesma de outros especialistas em meteoritos.

 

O professor acrescentou que as pessoas que armaram a cratera e o meteorito provavelmente quiseram "criar escândalo ou outra coisa". Segundo os investigadores, o objetivo era levar turistas e curiosos ao local da suposta queda do meteorito.

Mais conteúdo sobre:
buraco cratera meteorito Letônia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.