Criada em Cuba nova vacina contra a cólera

Cientistas cubanos criaram uma nova vacina contra a cólera, e se dispõem a realizar testes mais detalhados em países africanos antes de lançá-la no mercado, anunciaram porta-vozes oficiais.A vacina, que tem como base uma cepa viva do bacilo transmissor da doença, foi testada com sucesso em 100 pessoas saudáveis no Instituto Finlay, informou o vice-presidente da instituição, Francisco Domínguez."A pesquisa demonstrou que o antígeno é seguro e altamente eficiente", destacou.O passo seguinte é avaliar se a imunização obtida com a nova vacina se mantém em países onde há alta incidência de cólera, e onde as pessoas sofrem também de outras doenças, como desnutrição, malária e aids, explicou Dominguez.As vacinas atuais se baseiam em bactérias inativas (por calor ou substâncias químicas) ou mortas para gerarem antígenos.A vacina cubana se baseia na alteração genética da bactéria, para atenuar seu efeito e utilizá-la como geradora de anticorpos em um curto período (dois ou três dias).

Agencia Estado,

30 de maio de 2005 | 11h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.