Criança nasce com uma 2.ª cabeça no abdômen

Uma criança hondurenha nasceu na segunda-feira com uma segunda cabeça no abdômen, caso que pela primeira vez é registrado no país, segundo as autoridades. O bebê, que nasceu no Hospital Materno-Infantil, de parto normal, foi dado à luz por uma mulher de 38 anos.Segundo a ficha médica, esse é um caso que a ciência classifica como de um "fetus infetus", assim formado a partir de uma falha genética ocorrida durante a fecundação do óvulo, que teve uma divisão inadequada.Segundo Armando Berlioz, médico do Departamento de Neonatologia do Hospital Materno-Infantil, a cabeça desenvolvida no abdômen é normal, movimenta a boca e os olhos.Os médicos estudam o caso para ver se é possível uma operação para extirpar a segunda cabeça. Até agora ficou constatado que as duas cabeças compartilham o mesmo sistema cardiorrespiratório.O caso da criança é "muito delicado", disse chefe da unidade de Cirurgia Pediátrica do centro médico, Samuel García. Ele informou que a criança tem uma segunda anomalia, conhecida como onfalocel, caracterizada pelo não fechamento do umbigo.García acha que, se a operação for bem-sucedida, o bebê poderá ter uma vida normal.Em setembro, nasceu no mesmo hospital uma outra criança com duas cabeças, uma das quais não se desenvolveu totalmente. O bebê morreu poucos dias depois.

Agencia Estado,

20 de outubro de 2005 | 14h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.