Crianças em áreas do tsunami sofrem com traumas

O impacto psicológico do tsunami do ano passado ainda afeta as crianças nas áreas atingidas, mesmo que estas regiões possam estar se recuperando, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância e Adolescência (Unicef).Estudo da organização revelou que muitas temem a ocorrência de outra catástrofe natural. E também dizem que precisam de mais apoio concreto como, por exemplo, ajuda para ir à escola.O Unicef ouviu 1.600 crianças de idades entre 8 e 17 anos na Índia, Indonésia, Tailândia e Sri Lanka.Cerca de 80% das crianças ouvidas em três países - Índia, Tailândia e Sri Lanka - disseram que estão esperançosas e confiantes no futuro. Mas na Indonésia, país mais afetado pelo tsunami, mais de 30% das crianças manifestaram pessimismo, dizendo que não acreditam que sua vida vá melhorar.O Unicef afirma que isto reflete a gravidade de suas experiências. Embora as crianças ouvidas nos quatro países fossem afetadas diretamente pelo tsunami, quase 70% dos menores entrevistados na Indonésia perderam pelo menos um membro de sua família e o otimismo, em alguns países, convive com o medo.Mais da metade das crianças que participaram da pesquisa na Índia e no Sri Lanka temem uma outra catástrofe. Cerca de 75% das crianças na Tailândia disseram que temem perder um ente querido.Em todas as partes muitas crianças disseram que não gostam mais de nadar ou brincar na praia.Mais de 90% das crianças que participaram da pesquisa do Unicef já voltaram a freqüentar a escola. Mas 75% disseram que precisam de apoio para continuar os seus estudos.O Unicef afirma que a pesquisa mostra que os menores estão se recuperando aos poucos do tsunami, mas suas vidas continuarão a ser afetadas de muitas formas, e eles vão precisar de ajuda ainda por algum tempo.

Agencia Estado,

22 de dezembro de 2005 | 13h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.